Acessibilidade

Cão com deficiência é adotado pela Sejusc para integrar atividades com crianças

Fred será treinado para compor time de cães da terapia assistida com crianças com autismo e Síndrome de Down

Foto: Divulgação / Sejusc

O Núcleo da Pessoa com Deficiência (Núcleo PcD) da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) ganhou um colaborador bem especial. É o cãozinho Fred, animal que por não ter o movimento das patas traseiras, usa uma cadeira de rodas adaptada. Ele será treinado para compor as atividades de terapia assistida por cães, modalidade que auxilia crianças com deficiência.

O animal havia sido abandonado e foi resgatado recentemente, sendo examinado, vacinado, castrado e vermifugado. O cão se locomove com o auxílio de uma cadeira de rodas preparada especialmente para ele, já que não consegue mover as duas patas traseiras. O animal foi “contratado” e se transformou no mascote do departamento, fazendo parte do time da Secretaria Executiva da Pessoa com Deficiência (SePcD).

O secretário William Abreu, titular da Sejusc, se sensibilizou com a iniciativa, afirmando ser de extrema importância mostrar a causa das Pessoas com Deficiência por meio do cãozinho. Nos próximos meses, segundo William, Fred será adestrado pelos integrantes do projeto Pet Terapia Amigo Fiel para integrar o grupo de cães terapeutas atuantes nas aulas de terapia com animais. Participam das turmas crianças com Transtorno de Espectro Autista e também com Síndrome de Down.

A secretária executiva da Pessoa com Deficiência da Sejusc, Lêda Maia, explicou que a residência do cãozinho no Núcleo PcD trabalhará a empatia dos próprios servidores e ajudará no desenvolvimento das crianças. Além da terapia, onde ele será integrado gradualmente, Lêda conta que Fred deve acompanhá-la em eventos oficiais.

“Com o Fred aqui, cada um adquire um pouquinho da responsabilidade de cuidar, ajudar, porque ele é um cãozinho muito dependente, mas é muito bom e acessível. Ele vai começar a ser treinado pela equipe do Amigo Fiel para começar a participar da Cinoterapia”.

História – No seu perfil @fredderodas, Fred contou que era um cão que morava nas ruas e andava se arrastando por não ter o movimento das patas traseiras. O animal acabou resgatado pela equipe da deputada estadual Joana D’Arc e passou por avaliação médica, adotado em seguida pelo Núcleo PcD.