Acessibilidade

Julho Branco: Sejusc lança campanha de combate ao uso de drogas por crianças e adolescentes

Durante todo este mês haverá palestras e ações sobre o tema em pontos da capital

Foto: Eduardo Guimarães/Sejusc

O Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), iniciou, nesta quarta-feira (14/07), a campanha Julho Branco, de combate ao uso de drogas por crianças e adolescentes. A abertura ocorreu na Escola Municipal Leonor Uchoa, bairro São José Operário, zona leste de Manaus.

Tendo o tema “Diálogo e prevenção são a melhor solução”, a campanha é executada no estado pela Gerência de Promoção de Direitos da Criança e Adolescente (GPDCA), vinculada à Secretaria Executiva de Direitos da Criança e do Adolescente (Sedca) da Sejusc.

A abertura contou com apoio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), com a finalidade de intensificar a importância do diálogo sobre o tema nas unidades de ensino, por meio de palestras educativas de prevenção, rodas de conversa, distribuição de informativos e afixação de cartazes. A programação da campanha seguirá um cronograma de atividades durante todo este mês.

A secretária Mirtes Salles, titular da Sejusc, destacou que o Julho Branco é mais uma ferramenta de prevenção ao uso de drogas. “A campanha aborda um problema social delicado, e é de suma importância para alertar a população sobre a prevenção. É preciso dialogar com os nossos filhos. O Governo do Estado contribui para o aumento de informação”, disse a gestora.

O secretário executivo de Direitos da Criança e Adolescente da Sejusc, Emerson Lima, frisou que a campanha é relevante levando em consideração que cada vez mais crianças e adolescentes têm acesso a drogas. “É de suma importância ações preventivas no sentido de informar e conscientizar sobre o uso de drogas; e as complicações que podem ser causadas em virtude do seu consumo”, afirmou.

Ainda segundo o secretário, é preciso que cada vez mais exista o debate sobre o assunto entre instituições especializadas, a família e a sociedade em geral com foco na prevenção. “Como forma de ajuda, as pessoas podem procurar os Centros de Assistência Psicossocial (Caps), que se propõem a realizar a assistência de saúde e suporte social, utilizando os recursos existentes na comunidade. Dessa forma, a criança e adolescente podem procurar ajuda no Caps mais próximo, assim como contatando o Disque 100 [Direitos Humanos]”, disse.

Conversa – A gerente de Promoção da Criança e Adolescente, Celma Santos, informou que o diálogo sobre a temática da campanha deve ser iniciado em casa, pois isso intensifica o aprendizado da criança e faz com que ela repasse aos colegas o que aprendeu junto aos responsáveis.

A psicóloga da Sejusc, Fátima Soares, reforçou que tanto para as crianças, quanto para os adultos, o diálogo contribui para a diminuição do problema. “É fundamental criar esse hábito de dialogar, principalmente no meio familiar, e saber dizer não”, destacou.

Programação – Na próxima sexta-feira (16/07), ocorrerá a iluminação do Teatro Amazonas e a distribuição de informativos no Largo São Sebastião, no Centro de Manaus. No dia 19, ocorrerá palestra, distribuição de informativos e afixação de cartazes na Escola Estadual Nossa Senhora da Divina Providência, na zona sul de Manaus. No dia 21, haverá afixação de cartazes no PAC Parque 10, zona centro-sul; dia 23, distribuição de informativos em sinais de trânsito de Manaus; e nos dias 27 e 29, terá palestra, distribuição de informativos e afixação de cartazes na Escola Estadual Machado de Assis, zona centro-sul da capital.