Acessibilidade

Sejusc realiza ação para conscientizar sobre a exploração sexual e tráfico de mulheres e crianças

Ação ocorreu na manhã desta quinta-feira (23/09), no Centro de Manaus

FOTOS: Denise Pêgo/Sejusc

De acordo com dados do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), a região Norte concentra o maior número de rotas de tráfico de pessoas, com foco em mulheres adultas e crianças. Pensando nesse cenário, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania realizou uma mobilização em alusão ao Dia Internacional Contra a Exploração Sexual e o Tráfico de Mulheres e Crianças, celebrado nesta quinta-feira (23/09).

Coordenada pelas secretarias executivas de Políticas para as Mulheres (SEPM) e de Direitos da Criança e Adolescente (Sedca), a ação ocorreu no período da manhã e contou com distribuição de informativos no Mercado Adolpho Lisboa e embarcações atracadas no Porto de Manaus. A Unidade Móvel Itinerante esteve presente para dar apoio e registrar possíveis denúncias de abusos e exploração sexual contra a mulher.

Segundo a secretária Mirtes Salles, titular da Sejusc, a meta da campanha é conscientizar a população para coibir o tráfico de mulheres e crianças, sendo o Porto de Manaus, um importante ponto de saída de pessoas cooptadas para o crime.

“Muitas jovens recebem propostas de estadia, moradia em outro país, e quando chegam ao destino são exploradas, abusadas, escravizadas sem nem ao menos, poderem falar com suas famílias. Apesar de parecer invisível, esse é um problema que existe e está presente na nossa sociedade. Por isso é importante o combate”, disse a gestora.

O secretário executivo de Direitos da Criança e Adolescente da Sejusc, Emerson Lima, ressaltou a importância de se levar a campanha para as ruas do Centro de Manaus.

“Trouxemos a campanha para o Porto no intuito de atingir pessoas que podem ser cooptadas para o crime, ou que conhecem pessoas vulneráveis à exploração sexual e tráfico humano. Com a campanha, a Sejusc executa projetos e programas inerentes à garantia dos Direitos Humanos”, afirmou.

Ações – A campanha teve início na segunda-feira (20/09) com palestras em escolas da rede estadual de ensino, além de abordagens educativas no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes e Rodoviária de Manaus. As ações seguem até o dia 30 de setembro, com abordagens em semáforos das principais vias da capital.

A panfletagem no transporte hidroviário conta com apoio de servidores da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado Amazonas (Arsepam), que fiscaliza as embarcações em viagens intermunicipais.